content top

“A economia solidária deve migrar para o...

“A economia solidária deve migrar para o meio urbano e alavancar uma outra economia”
Para Maurício Moromizato, prefeito de Ubatuba (SP) e vice-presidente de economia solidária da Frente Nacional de Prefeitos, essa forma de atividade ganhou papel central nas cidades, combate a informalidade e deve incorporar a economia criativa Por Joel Santos Guimarães, publicado originalmente no Brasil Debate em 23-7-2015 Vice-presidente de economia solidária da Frente Nacional de...

‘A economia solidária convive com ...

‘A economia solidária convive com o capitalismo e pretende ser mais vantajosa do ponto de vista humano e econômico’, diz pesquisador
André Ricardo de Souza, presidente da Associação Brasileira de Pesquisadores de Economia Solidária (ABPES),revela quais serão os principais temas discutidos durante o I Congresso de Pesquisadores de Economia Solidária (CONPES), que começa hoje Por Joel Santos Guimarães A economia solidária é uma realidade no país e, cada vez mais, é vista como uma “outra economia possível”. Por ser um...

O ato de consumir como um ato político

O ato de consumir como um ato político
Em entrevista ao Solidare, a economista Thais Mascarenhas, do Instituto Kairós, explica o que são Grupos de Consumo Responsável e de que forma o ato de consumir pode provocar mudanças nas relações de produção e contribuir para a construção de um mundo mais sustentável Por Joel Santos Guimarães São Paulo – A sociedade brasileira, na forma de movimentos sociais organizados, está...

Agora é lei em SP: orgânicos na alimenta...

Agora é lei em SP: orgânicos na alimentação escolar
Além de aumentar de 1% para 17% o volume de compras de produtos da agricultura familiar e orgânica para as escolas da rede, a Lei Municipal 16.140 de São Paulo tornou obrigatória a inclusão de orgânicos na merenda escolar do município. São Paulo – Além de aumentar de 1% para 17% o volume de compras de produtos da agricultura familiar e orgânica para as escolas da rede municipal...

Em vez de reais, palmas

Em vez de reais, palmas
Primeiro banco comunitário brasileiro, o Banco de Palmas, criado em 1998 na periferia de Fortaleza (CE), é modelo para os demais existentes no País. Tem uma moeda própria, a Palmas, que movimenta a economia no Conjunto Palmeiras e em mais dez bairros da região. Por Isaura Daniel Em uma região da periferia de Fortaleza, no Ceará, é possível ir ao supermercado fazer compras sem levar...

« Older Entries Next Entries »